Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Eléctricas, Farmacêutica, Celulose, Papel, Gráfica, Imprensa, Energia e Minas - CGTP-IN

VW-Autoeuropa_arquivoA Fiequimetal solicitou hoje à ministra do Trabalho uma reunião, com urgência, para definir medidas céleres, ágeis e eficazes, de modo a que sejam preservados o emprego e os rendimentos de todos os trabalhadores da Volkswagen Autoeuropa e das empresas fornecedoras da fábrica automóvel.
10.5.2024

 

No ofício, a federação recorda que a situação na VW Autoeuropa foi abordada com o governo anterior, numa reunião, a 18 de Setembro de 2023. A paragem de produção que então ocorria colocou acrescidos problemas sociais e económicos a muitos milhares de trabalhadores da Autoeuropa e de mais de 30 empresas que estão envolvidas, em diferentes dimensões, de forma directa ou indirecta, no processo produtivo.

Além disso, alertou então a Fiequimetal, o recurso abusivo ao lay-off tem vindo a descapitalizar a Segurança Social, prejudicando os trabalhadores também por esta via.

Agora, é necessário tomar medidas céleres, ágeis e eficazes, para prevenir a repetição de situações como aquelas que se verificaram no passado. A federação defende, nomeadamente:

• Que todas as situações sejam sujeitas a prévias e criteriosas autorizações e rigorosas fiscalizações (exigência particularmente actual face a abusos, como os que sucedem com a aplicação do lay-off);

• Garantir a manutenção do emprego a todos os trabalhadores, directos e indirectos;

• Garantir a manutenção de rendimentos e de todos os direitos dos trabalhadores.

 

Ver também
VW Autoeuropa deve garantir emprego, salário e direitos (29.8.2023)

 

 

Subscrever notícias (mailing list)